Surto no shoping!

surtada

Gente!

Estou perplexa e preciso compartilhar isso com vocês.

Estava eu outro dia no shopping e resolvi fazer umas comprinhas setor maquiagem.

Entrei em uma loja e lá estava o maior frenesi, e me juntei a muitas mulheres que lá estavam em busca de um bastão de beleza, um frasco de juventude eterna, um pozinho de elegância…

As vendedoras eram poucas e se desdobravam para atender todas.

Uma delas veio logo ao meu encontro e me ofereceu um pufe para sentar. Mais do que depressa aceitei, pois queria escolher tudo cuidadosamente e, como havia muita gente teria de ter paciência.

Enquanto a vendedora atendia uma das clientes ensinando-a como aplicar a maquiagem, perguntava o que eu estava procurando. Respondi que queria ver maquiagem mineral e ela pediu um minutinho para a primeira cliente e me trouxe voando uma base para que eu conhecesse.

Claro que não pude conter minha ansiedade feminina diante de uma novidade daquelas, e fiz alguma pergunta sobre o produto.

Vocês não acreditam que a primeira cliente surtou!

Sério, nunca vi uma cena daquelas nem nos piores dias de TPM!

A mulher começou a falar um monte de absurdos: “Eu estava aqui primeiro! Por que você não quer mais me atender? Você preferiu atender ela antes por que?”

E a vendedora sem saber o que fazer tentava contornar a situação…

Acreditem se quiser, a mulher levantou e foi embora!

Eu e algumas outras clientes adoramos, pois ela estava estragando totalmente o clima “vamos peruar juntas”!

Não deu 2 minutos e ela me aparece de volta…

“Olha – diz, ainda alterada, para a vendedora – vim aqui para entender por que você deixou de me atender para atendê-la?” e a vendedora meio perdida: “não, eu não deixei de te atender, eu só queria atender todos que estão na loja…”

“não, você preferiu atender ela porque já é sua conhecida!”

Depois de mais algumas frases sem sentido ela foi embora e nós pudemos retomar a harmonia feminina, trocando opiniões sobre cores, técnicas e tipos de maquiagem.

 

PS Isso serve para percebermos como uma baixa auto-estima nos faz distorcer os fatos, fazendo uma leitura negativa e enxergando o outro como alvo de maior atenção.

 

Beijos e um ótimo feriado. Sem surtos!

 

Thays Martinez

Thaysmartinez01@gmail.com

Anúncios

Sobre Thays Martinez

Sempre me encantei com as funções do Ministério Público em geral. Já pensei muitas vezes em prestar concursos para os MPs, mas nunca mantive o foco por mais de 2 ou 3 meses. Depois que comecei a trabalhar na área trabalhista e estudar mais o assunto decidi me tornar procuradora do trabalho, pois é uma carreira intimamente ligada à defesa de direitos humanos e capaz de promover significativas mudanças sociais. Tenho entre 30 e 40 anos e, como trabalho período integral não tenho tanto tempo para estudar. Os melhores resultados que alcancei em minha vida foram fruto de trabalho em equipe e espero que este blog seja mais um desses trabalhos em grupo, frutífero para todos que participarem.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s